Menu

Cidade

OS ANJOS FEROZES QUE GUARDAM SUA CASA

1290098_730422126984712_1459110281_nMuitas pessoas utilizam os cães como vigias, guardas e esquecem-se de que todos os vigias precisam se alimentar bem, habitarem lugares limpos e protegidos da chuva e do sol, também merecem cuidados e respeito. Infelizmente esses trabalhadores têm sido submetidos a tratamento lamentável.

“Um cão de guarda ou cão de vigia é um cão empregado em guardar ou vigiar contra animais ou pessoas indesejáveis ou inesperadas, aproveitando o instinto de proteção ao território da matilha, herdado dos lobos”. Aproveitar essa habilidade e competência dos cães é algo bastante antigo na história do homem. O que não é tão tradicional é a maneira degradante e precária como esses animais vêm sendo tratados, mesmo demonstrando tanta eficiência. Por mais que “mostrem serviço”, ainda assim há aqueles donos que não retribuem com o mínimo esperado do empregador consciente das suas obrigações enquanto responsável pelo seu operário.

Ambos os cães de guarda ou de vigia latem para alertar seus donos da presença de um intruso. Os cães avisam, alertam. O latido é também uma tentativa de espantar o intruso para fora. A função do cão de vigia termina aqui, enquanto o cão de guarda pode ser treinado para reprimir ou atacar o intruso. Os donos se incumbem desse treinamento ou contratam um profissional. Por exemplo, cães de guarda de uma criação de fazenda são frequentemente grandes o suficiente para atacar predadores como lobos. Em casos onde intrusos são mais comuns serem humanos, cães de guarda são treinados simplesmente para reprimir o intruso com a orientação de seu dono. Os cães de guarda que são treinados para atacar intrusos humanos, ainda que esta prática seja ilegal em alguns locais, terminam por se tornarem vítimas do próprio comportamento condicionado. E em casos do cão ferir muito uma pessoa qualquer, certamente, mesmo havendo sido treinado para isso, ele, sem dúvida, será repreendido ou em alguns casos até sacrificado.

Muitas pessoas divergem quando o assunto é sobre cães agressivos, pois estes, apesar de serem bons vigilantes de casa, podem representar um risco aos próprios donos e a outras pessoas se os devidos cuidados não forem tomados.

Mas, afinal, o que espera o ser humano do cão que ele escolhe para guardar sua casa, seus bens, sua família? Pressupõe que o cão seja um “super cão” em todos os sentidos, portanto que saiba diferenciar uma pessoa que representa perigo de outra que só veio fazer uma visita. Espera também que, no caso de ser alguém que veio lhe fazer mal, o animal o ataque, mas não muito… Também conta com a submissão total do cão se tiver que ser repreendido por ferir a pessoa errada.  Aliás, seria a pessoa errada aquela que não foi convidada ou aquela que tem o objetivo claro de cometer um delito ou um crime? Seriam ambas?… O animal certamente saberá.

É importante lembrar que o cão protetor não deve se incomodar por passar a noite no chão frio ou sujo, ao relento, nem de tomar um pouco de chuva da madrugada se for preciso. Comida só o que for necessário. Entrar dentro de casa, nem pensar… Muito menos pode temer foguetes e em caso nenhum esperar carinhos, afagos, essas inutilidades que de nada serviriam para garantir a segurança do proprietário. Com tudo isso, nem  pensar em ficar doente, porque se isso acontecer terá que ser substituído por um cão saudável, mais capacitado. Compreenda-se “substituído” inclusive como sacrificado, em casos de doenças graves, com as quais os gastos com o tratamento podem ser altos.

Inúmeros casos são relatados e denunciados a protetores de animais e à polícia. Casos em que os cães são tratados como escravos, sem direitos, sem carinho, sem respeito. Pessoas que se julgam em tudo superiores aos animais, os mantém sob tratamento lastimável já estão começando a descobrirem que existem leis que protegem os direitos dos animais, assim como existem para resguardar os direitos das pessoas. É preciso denunciar para educar, ensinar, civilizar, humanizar.

Rose Mussi

Bichos Blog

Seja um parceiro do Alcancei!

Seja um parceiro do Alcancei! e tenha sua empresa alcançada rapidamente.

E-mail: contato@alcancei.com.br

Telefone: (31) 3046-1577